Um estudo realizado pela engenheira civil Danielle Rodrigues de Sousa, mestranda em Gerenciamento de Risco na Universidade Federal do Ceará, concluiu que a maioria dos acidentes de trabalho no setor da construção está relacionada muito mais a falhas humanas do que a fatores ambientais. Em entrevista ao Podprevenir, Danielle explicou que o estudo foi baseado em ampla pesquisa bibliográfica com o objetivo de identificar e hierarquizar as causas das ocorrências na atividade da construção, de acordo com a relevância e frequência citadas nos artigos analisados.

“Foi calculado um índice que expressa o impacto do fator de causa no processo construtivo, referente a possíveis acidentes em obras”, explica a engenheira. Entre os 19 principais fatores causais de acidentes avaliados, Danielle destacou os itens que receberam maior pontuação: o uso inadequado de EPIs ou a ausência desses equipamentos; falhas originadas durante o processo de planejamento e projeto, além de demandas de tarefas em excesso, decorrentes da crescente pressão por maior produtividade.

As causas mapeadas também foram inseridas em categorias que sinalizam aos prevencionistas as áreas vulneráveis onde ocorrem os acidentes nas organizações. Segundo a pesquisadora, o maior número de fatores causais está relacionado à categoria `equipe de trabalhadores’. O resultado indica a necessidade de mais investimentos em treinamentos, gerenciamento, fiscalização e gestão de recursos humanos.

“Esses dados são de grande valia, pois contribuem para a intervenção dos profissionais de segurança diretamente nos fatores causais relacionados às falhas humanas identificadas, tornando os processos mais eficientes”, conclui a engenheira.

(Fonte: Podprevenir)

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2014-2017 © Copyright - Publicidade Campinas - Criação de Sites, Divulgação Online e Arte

Fale Conosco (19) 3236-8398